quinta-feira, 26 de abril de 2007

O melhor bolo do mundo

Todos os portugueses com algum conhecimento do estrangeiro sabem que temos a melhor culinária do mundo. Não me refiro a pratos de carne ou de peixe, a doces ou a queijos, a vinhos ou enchidos. Refiro-me a tudo. Em qualquer tasca portuguesa come-se por vinxinxões o que não se consegue comer nos restaurantes das grandes metrópoles por pouco menos do que um roubo.

Vem isto a propósito dos Pastéis de Belém, provávelmente o melhor bolo do mundo (seguido de perto pelas tortas de Azeitão). Por esse planeta andam loucos com o bolo e querem copiar a receita! Chamam ao pastel de nata, tarte de ovo ou egg tart. Há notícia que todos os dias os aviões que saem do aeroporto de Lisboa levam Pastéis de Belém para todo o lado, nomeadamente Brasil e Timor Leste. É a internacionalização do pastel de nata.

A receita é um segredo muito bem guardado desde 1837, embora haja quem julgue ter cópias muito aproximadas - faz lembrar a fórmula da Coca-Cola.
Na Antiga Confeitaria dos Pastéis de Belém trabalham hoje 150 pessoas com uma média de vendas de 16 mil pastéis por dia. Queixamo-nos que não somos competitivos? Que não conseguimos enfrentar a economia global? Que tal aproveitar as coisas excelentes que somos capazes de fazer?

Sem comentários:

Enviar um comentário