sexta-feira, 25 de abril de 2008

Contra-Corrente de Vergílio Ferreira I - o 25 de Abril de 1974

A 2ª edição do Jornal "Republica" do dia 25 de Abril: em baixo pode ler-se "este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". O Director era Raul Rego.

25-Abril (quinta). Às sete da manhã, um amigo telefona-me: “Ouça a rádio”. Ouço sem entender: rebentou a Revolução. A Revolução? Que Revolução? Por fim lá vou compreendendo. Toda a manhã a rádio nos vai esclarecendo com notícias. Passámos o dia à escuta. Será possível?

26-Abril (sexta). Vitória. Embrulha-se-me o pensar. Não sei o que dizer. Uma emoção violentíssima. Como é possível? Quase cinquenta anos de fascismo, a vida inteira deformada pelo medo. A Polícia. A Censura. Vai acabar a guerra. Vai acabar a PIDE. Tudo isto é fantástico. Vou serenar para reflectir. Tudo isto é excessivo para a minha capacidade de pensar e sentir.

.
Em Contra-Corrente 1 (1969-1976) de Vergílio Ferreira, ed. Bertrand.

Sem comentários:

Enviar um comentário