terça-feira, 22 de julho de 2008

O que não mata, engorda! ("Silly Season")

Olhar desconfiado de um elemento da ASAE,
para com uma inofensiva Bola de Berlim de praia

.
O preço do petróleo e dos cereais a crescer desmesuradamente em cima da chamada crise do “subprime”, que como todos nós sabemos deve ser um primo mauzão que anda escondido e por isso é “sub”, está a gerar uma “crise” que provoca o “abrandamento” do crescimento do PIB, que é como todos nós sabemos o Produto (porque são os produtos das empresas) Interno (porque não vai para fora) Bruto (porque é grosseiro). Ou seja, se “as pessoas”, trabalhassem muito mais horas, mas mais depressa e por menos salários, ao nível dos chineses, todos viveríamos com menos problemas e mais competitividade. Com isto tudo que nos preocupa, quase que estava para não haver…sabem o quê?

Tan-tan…

A “Silly Season”.

É verdade, foi por um triz. Mas temos de agradecer ao Clix e à sua fabulosa campanha para salvar a Bola de Berlim nas praias, das ameaçadoras garras da Segurança Alimentar-ASAE. Eu acho que a campanha do Clix poderia ser também alargada à Bola Nova da Caparica, aos Pastéis de Tentúgal, às Tortas de Azeitão, às Bolachas da Piedade, regueifas e pão-doce, aos pães-de-ló (como o de Alfazeirão, por exemplo), queijadas, doces conventuais, tartes, e até aos próprios Pastéis de Belém! Assim, transformaríamos as nossas praias em verdadeiros centros gastronómicos da doçaria artesanal e regional.

É certo que as praias não são o sítio melhor para os doces por causa da areia, mas que diabo, se há gente que faz aquelas grandes almoçaradas na praia, então não se pode comer um bolinho?

“Ah e tal, que pode fazer mal!”. Fazer mal a quê? O que não mata engorda!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário