sábado, 9 de abril de 2011

Raízes do Problema Económico

A economia é uma espécie de guerra surda onde todos procuram ganhar vantagens a todos. Há os que ganham e os que perdem. Os que ganham ficam mais ricos e os que perdem, ficam menos ricos ou pior, mais pobres.
A economia mundial apresenta muito claramente essa tendência dos rendimentos:













Os países europeus, os EUA e o Japão apresentam baixos crescimentos e os países asiáticos, africanos e latino americanos apresentam as mais altas taxas de crescimento. Os países que nos habituámos a designar por “terceiro mundo”, são hoje designados com toda a justiça por “países em desenvolvimento”. Esta situação altera os equilíbrios económicos mundiais:

Os centros económicos e de decisão movem-se do Atlântico para o Pacífico, visto o eixo EUA-Ásia tornar-se mais importante que o eixo EUA-Europa. É este movimento constitui a origem dos problemas europeus, pondo em causa a prosperidade adquirida e o "estado social". Por isso se fala há vários anos em “decadência europeia”.
Dentro da União Europeia, só os países mais fortes economicamente têm resistido a este movimento, mas muitos, incluindo grandes países como a Itália e a Espanha sofrem dificuldades, embora não tão extremas como a Grécia, Portugal e a Irlanda.
E estas dificuldades poderão acabar por atingir todos, se não se resolver o grave problema demográfico europeu. O baixo crescimento demográfico afeta praticamente todos os países e alguns já apresentam mesmo decréscimo populacional. Apoios à natalidade são necessários.

Acréscimo ou decréscimo da população na Europa em %, Wikipedia.

Sem comentários:

Enviar um comentário